quinta-feira, 14 de julho de 2016

Anjos do Altar: Lições 17 e 18

LIÇÃO 17
AS INCLINAÇÕES

57. A inclinação é um ato de reverência a Deus, aos Santos e aos ministros sagrados.
É de cabeça ou de corpo.
58. As inclinações de cabeça são principalmente duas: a profunda e  a simples.
59. A inclinação profunda de cabeça se faz baixando toda a cabeça e dobrando um pouco as costas.
A farás:
1º. Ao sair da sacristia para o altar e ao voltar a ela depois da Missa, para a Cruz ou imagem da sacristia.
2º. Ao pronunciar o nome de Jesus.
3º. Durante o Glória e o Credo, quando o sacerdote a fizer.
4º. No Sanctus e na Consagração  da hóstia e do cálice.
5º. À bênção final.
60. A inclinação simples de cabeça se faz inclinando só a cabeça, sem mover as costas.
Ao nome de Maria se inclina toda a cabeça. Ao pronunciar o nome do Santo cuja Missa se celebra, ou o nome do Papa, só se inclina um pouco.
Estas inclinações  só se fazem quando  o sacerdote pronuncia ditos nomes em voz alta; não quando os diz em voz baixa.
61. A inclinação de corpo é de tipos: a profunda e a medíocre.
62. A inclinação profunda do corpo se faz dobrando o corpo de modo que as pontas dos dedos possam tocar os joelhos.
A medíocre se faz inclinando a cabeça e dobrando as costas até que possa ver comodamente os pés.
Estando de joelhos se faz inclinação medíocre de corpo, inclinando a cabeça e um pouco os ombros.
PÁGINA NEGRA
Fixa-te nas atitudes destes maus coroinhas, contrárias às normas que estás aprendendo. Não as imites nunca tu que aspiras a ser um Anjo do Altar no serviço do Senhor!






LIÇÃO 18
AS GENUFLEXÕES

63. A genuflexão é o ato de adoração e reverência para com Deus, maior que na inclinação; e consiste em dobrar os joelhos.
É de dois tipos: a genuflexão simples e dupla.
64. A genuflexão simples se faz dobrando o joelho direito até o solo. Para faze-la bem deve procurar-se que o joelho direito roce ou toque o pé esquerdo, estando voltado para o altar ou objeto para o  qual se faz a genuflexão, e tendo retos o corpo e a cabeça.
Se faz a genuflexão simples:
1º. Ao passar diante do Santíssimo Sacramento reservado no sacrário.
2º. Sempre que durante a Santa Missa se passa pelo meio do altar.
3º. Ao chegar ao altar e ao partir dele, seja vindo da sacristia ou de outro lugar distante.
65. Ao fazer a genuflexão simples, evita estes defeitos:
Inclinar o corpo para frente.
Torcer os pés.
Apoiar as mãos sobre o joelho esquerdo.
Fazer a genuflexão de lado, como se andasses para frente.
Fazê-la com o joelho esquerdo.
Fazê-la pela metade e não até o solo.
Colocar com força o pé para trás.
Voltar a cabeça ou o corpo para trás ou para um lugar que não seja o altar.
66. A genuflexão dupla se faz dobrando os dois joelhos até o solo, e fazendo uma inclinação de cabeça.
Para fazê-la bem, procura ter os joelhos e os pés juntos. Não se dobram os dois joelhos de uma vez, mas primeiro o direito e depois o esquerdo.
Ao levantar-se, primeiro se levanta o joelho esquerdo e depois o direito.
Deve fazer-se com pausa, não com precipitação e ligeireza.
A genuflexão dupla se faz:
Ao passar diante do Santíssimo Sacramento Exposto, ou onde se dá a Bênção com Ele mesmo ou se distribui a Comunhão.

67. Da genuflexão dupla se distingue a atitude de estar ajoelhado. Então não há que ter a cabeça inclinada.

Um comentário: