segunda-feira, 11 de julho de 2016

IX Domingo depois de Pentecostes

II classe, verde
 
Hoje contemplamos Nosso Senhor chorando sobre Jerusalém... cegueira, orgulho, desobediência... a cidade santa será destruída... Essa imagem tão forte não é outra coisa senão um aviso do que se dará com o próprio homem.
Nascemos todos com a mesma funesta concupiscência, fonte envenenada das nossas misérias e pecados.
Por isso, São Paulo nos adverte a não desejarmos as coisas más. Não há paixão mais tirânica do que a impureza, nem tão pouco vício que encontre punição mais cruel e rápida. Este pecado infame quase apaga a fé e a razão e precipita o homem em todos os males e excessos.
Diante dessa advertência, pedimos hoje que, o mesmo Senhor que chorou no Evangelho, nos conceda que peçamos o que lhe for agradável.


INTRÓITO
(Sl 53,6-7.3)
ECCE Deus ádjuvat me, et Dóminus suscéptor est anima meæ: avérte mala inimícis meis, et in veritáte tua dispérde illos, protéctor meus, Dómine. Ps. Deus in nómine tuo salvum me fac: et in virtúte tua líbera me.
Glória Patri. Ecce Deus.
EIS que Deus me ajuda, Ele é o Senhor da minha vida: fará cair o mal sobre os meus inimigos, e em vossa fidelidade exterminai-os, ó Senhor e protetor meu!  Salmo. Sl. Salvai-me, Deus, por vosso nome, e fazei-me justiça com vosso poder. Glória Patri. Eis que Deus.

COLETA
PATEANT aures misericórdiæ tuæ, Dómine, précibus supplicántium: et, ut peténtibus desidérata concédas; fac eos, quæ tibi sunt plácita, postuláre. Per Dóminum.
ABRAM-SE, Senhor, os ouvidos de vossa misericórdia às súplicas dos que vos imploram: e, para que lhes concedais o que desejam, fazei que peçam o que vos agrada conceder. Por Nosso Senhor.

EPÍSTOLA
(1 Cor 10,6-13)
Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
FRATRES: non simus concupiscéntes malórum, sicut et illi concupiérunt. Neque idolólatræ efficiámini, sicut quidam ex ipsis: quemádmodum scriptum est: Sedit pópulus manducáre et bíbere, et surrexérunt lúdere. Neque fornicémur, sicut quidam ex ipsis fornicáti sunt, et cecidérunt una die vigínti tria míllia. Neque tentémus Christum, sicut quidam eórum tentavérunt et a serpéntibus periérunt. Neque murmuravéritis, sicut quidam eórum murmuravérunt, et periérunt ab exterminatóre. Hæc autem ómnia in figúra contingébant illis: scripta sunt autem ad correptiónem nostram, in quos fines sæculórum devenérunt. Itaque qui se exístimat stare, vídeat ne cadat. Tentátio vos non apprehéndat, nisi humána: fidélis autem Deus est, qui non patiétur vos tentári super id quod potéstis, sed faciet étiam cum tentatióne provéntum, ut possítis sustinére.
Leitura da Epístola de São Paulo Apóstolo aos Coríntios.
IRMÃOS, não desejemos coisas más, como eles desejaram. Não vos torneis idólatras, como alguns deles, segundo está escrito: “O povo sentou-se para comer e beber; depois, levantaram-se para se divertir”; nem nos entreguemos à prostituição como se entregaram alguns deles, vindo a morrer vinte e três mil num só dia; nem ponhamos à prova o Senhor, como fizeram alguns deles, os quais morreram, picados pelas serpentes; nem murmureis, como alguns deles murmuraram e, por isso, foram mortos pelo Exterminador. Estas coisas lhes aconteciam com sentido figurativo e foram escritas como advertência para nós, aos quais chegou o fim dos tempos. Portanto, quem julga estar de pé tome cuidado para não cair. Não tendes sido provados além do que é humanamente suportável. Deus é fiel e não permitirá que sejais provados acima de vossas forças. Pelo contrário, junto com a provação ele providenciará o bom êxito, para que possais suportá-la.

GRADUAL
(Sl 8,2)
DÓMINE, Dóminus noster, quam admirábile est nomen tuum in univérsa terra! V. Quóniam eleváta est magnificéntia tua super cælos.
SENHOR, ó Senhor nosso, quão admirável é vosso nome em toda a terra! V. Vossa magnificência está elevada acima dos Céus.

ALELUIA
(Sl 58,2)
ALLELÚJA, allelúja.
V. Eripe me de inimícis meis, Deus meus; et ab insurgéntibus in me libera me. Allelúja.
ALELUIA, aleluia.
V. Livra-me, ó meu Deus, dos inimigos; livra-me dos que se levantam contra mim. Aleluia.

EVANGELHO
(Lc 19,41-47)
+ Sequentia sancti Evangelii secundum Lucam.
IN illo témpore: Cum appropinquáret Jesus Jerúsalem, videns civitátem, flevit super illam dicens: «Quia si cognovísses et tu, et quidem in hac die tua, quæ ad pacem tibi, nunc autem abscóndita sunt ab óculis tuis. Quia vénient dies in te: et circúmdabunt te inimíci tui vallo, et circúmdabunt te: et coangustábunt te úndique: et ad terram prostérnent te, et fílios tuos, qui in te sunt, et non relínquent in te lápidem super lápidem: eo quod non cognóveris tempus visitatiónis tuæ.» Et ingréssus in templum cœpit ejícere vendéntes in illo, et eméntes, dicens illis: «Scriptum est: Quia domus mea domus oratiónis est. Vos autem fecístis illam spelúncam latrónum.» Et erat docens cotídie in templo.
+ Continuação do Santo Evangelho segundo São Lucas.
NAQUELE tempo, quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: “Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, está escondido aos teus olhos! Dias virão em que os inimigos farão trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados. Esmagarão a ti e a teus filhos, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo em que foste visitada”. Depois, Jesus entrou no templo e começou a expulsar os que ali estavam vendendo. E disse: “Está escrito: ‘Minha casa será casa de oração’. Vós, porém, fizestes dela um antro de ladrões”. Todos os dias, ele ficava ensinando no templo.
Credo.
OFERTÓRIO
(Sl 18,9-12)
JUSTÍTIÆ Dómini rectæ, lætificántes corda, et judícia ejus dulcióra super mel et favum: nam et servus tuus custódit ea.
OS preceitos do Senhor são retos e alegram o coração, e os seus juízos são mais doces que o mel que sai do favo: por isso, vosso servo os guarda.

SECRETA
CONCÉDE nobis, quǽsumus, Dómine, hæc digne frequentáre mystéria: quia, quóties hujus hóstiæ commemorátio celebrátur, opus nostræ redemptiónis exercétur. Per Dóminum.
SENHOR, pedimos-vos nos concedais o que frequentemos dignamente estes mistérios: porque, quantas vezes se celebra este sacrifício, outras tantas se renova a obra de nossa redenção. Por Nosso Senhor.
Prefatio de Ssma Trinitate

COMUNHÃO
(Jo 6,57)
QUI mandúcat meam carnem, et bibit meum sánguinem, in me manet, et ego in eo, dicit Dóminus.
QUEM come minha carne e bebe meu sangue, permanece em mim e eu nele, diz o Senhor.

PÓSCOMUNHÃO
TUI nobis, quǽsumus, Dómine, commúnio sacraménti, et purificatiónem cónferat, et tríbuat unitátem. Per Dóminum.
SUPLICAMOS-VOS, Senhor que a recepção de vosso sacramento nos limpe de nossos pecados e nos conceda a unidade. Por Nosso Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário