quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Anjos do Altar: Lição 21

LIÇÃO 21
A PRONÚNCIA DO LATIM




Para a pronunciação das palavras latinas terás presente estas regras:
71. Os sons das palavras.
O ch soa sempre como o k em espanhol. Assim: Cherubim se lê Kerubim.
O j equivale a i. Assim: justitia se lê iustícia.
O l duplo se lê separando os dos eles. Assim: ille se lê il-le.
O ph soa como nosso f. Assim: propheta se lê profeta.
O t, seguido de i e de outra vogal, soa como nosso c. Assim: gratia se lê grácia. Mas conserva o som de t se vai precedido de s ou de x. Assim: bestia se lê béstia; mixtio se lê míxtio.
O th soa sempre como t.

72. Os ditongos ae e oe soam como um só e. Assim: Mariae se lê Maríe.
O u, precedido de g ou p, conserva seu próprio som se vai seguido de a ou de o. Assim: quase, quomodo se leem cuasi, cuómodo. Se vai seguido de e ou de i, o conserva, segundo alguns; o perde, segundo outros. Assim: qui, uns leem cui, outros ki; quaesumus se lê cuésumus.

73. Acentuação.
Em latim não há palavras agudas. Todas as palavras são: ou llanas[1], com acento na penúltima sílaba; ou esdrújulas, com acento na antepenúltima.
Neste livrinho, para guia do leitor, procurou-se colocar o acento, não só nas palavras de mais de duas sílabas, mas também nas de duas quando sua pronúncia poderia oferecer alguma dificuldade.
Além do mais, no texto se reproduz a pronúncia acomodada ao espanhol; no Apêndice se imprimem as palavras  em sua própria escritura latina.   

Ir para o ÍNDICE DO LIVRO




[1] Longa(?).

2 comentários:

  1. Bom dia. Quando a pronúncia do "t", discordo quanto aos sons. O som do "t", quando seguido de vogal não possui o som de "c", mas de "tz". Assim sendo, fica com o som de "grátzia", e não de "grácia". Pelo menos foi isso que aprendi na pronúncia eclesiástica, da Itália mesmo. Aqui dá de ver isso:
    https://www.youtube.com/watch?v=au7aYKnmToc

    Talvez ouve uma confusão na escrita, misturando latim com português. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Caro Angelo, obrigado por sua colocação. Você tem razão, eu também aprendi e falo assim. Entretanto, o texto está correto, não há confusão, a verdade é que existem as duas formas de pronúncias. Eu mesmo conheço padres que trabalharam na Cúria Romana que falam como no texto. Além, do mais o texto trata-se de uma tradução, imagina-se que era assim que o autor (que então era o Censor da Academia Litúrgica de Roma) falava assim também.
    Mais uma vez obrigado por sua colocação!

    ResponderExcluir