sexta-feira, 21 de abril de 2017

Capítulo II - A ida do sacerdote ao altar


1. O sacerdote, revestido com todos os paramentos, pega o cálice com a mão esquerda, preparado como dito acima, o qual leva elevado diante do peito, tendo a mão direita sobre bolsa e o cálice, e feita a reverência à cruz, ou à imagem, que estará na sacristia, se dirige ao altar, precedido por um ministro, revestido de sobrepeliz, com o missal e outras coisas necessárias à celebração (a não ser que já tenham sido preparadas). Prossegue, porém, com os olhos baixos, com o passo grave, o corpo ereto. 


Se, porém, passar diante do altar mor, faça a ele uma reverência. Se diante do lugar do Sacramento, faça a genuflexão. Se diante de um altar onde está sendo celebrada a Missa, na qual é elevado, ou então é ministrado o Sacramento, de igual modo faça a genuflexão, e com a cabeça descoberta, O adore, e não se levante enquanto o celebrante não depuser o Cálice sobre o corporal.
2. Quando chegar ao altar, estando de pé diante do seu degrau mais baixo, descobre a cabeça, entrega o barrete ao ministro, e se inclina profundamente ao altar, ou à imagem do Crucificado colocada sobre ele. Se, porém, no altar estiver o tabernáculo do Santíssimo Sacramento, faça a reverência devida genufletindo.
Sobe, então, ao meio do altar, onde coloca o cálice no lado do Evangelho, retira o corporal da bolsa, o qual estende no meio do altar e coloca o cálice sobre ele coberto com o véu, a bolsa, porém, coloca no lado do Evangelho.
Se vestir os paramentos no altar, faça isso antes que desça do altar, para iniciar a Missa.
3. Se houver de consagrar várias hóstias para a Comunhão, que devido à quantidade não puderem ser colocadas sobre a patena, coloca-as sobre o corporal ante o cálice, ou em outro cálice consagrado, ou num vaso limpo bento, que depois é colocado atrás do cálice, e coberto com outra patena ou pala.
4. Colocado o cálice no altar, dirige-se para o lado da Epístola, e abre o missal sobre a estante. Depois, retornando ao meio do altar, faz primeiramente a reverência à Cruz, depois, voltando-se pelo lado da Epístola, desce ao plano diante do ínfimo degrau do altar, para que faça a Confissão.

***
Título original: Ritus servandus in celebratione Missae
Caput: II - De ingressu sacerdotis ad altare
Tradução: Padre Jorge Luís (Adm. Apostólica)

Nenhum comentário:

Postar um comentário