sexta-feira, 26 de maio de 2017

Domingo depois da Ascensão

II classe, paramentos brancos

A Missa deste Domingo é uma transição entre a festa da Ascensão e a festa de Pentecostes. Para melhor compreensão do seu formulário, procuremos compenetrar-nos dos sentimentos da pequena comunidade dos primeiros cristãos.
A Igreja vai preparando aos cristãos para o tempo em que Jesus já não será visto visivelmente pelos seus, o que começa com dia da Ascensão, e quer que aguardemos com ânsia pelo Espírito Santo, que é quem conduzirá a vida dos cristãos através deste mundo até o encontro definitivo com Deus.
O Evangelho traz um anúncio grave do Senhor para o tempo posterior a sua elevação aos Céus. Assegura que o Paráclito, o Espírito Santo que Ele prometia como “advogado” que é o Espírito da Verdade e “dará testemunho d’Ele”. O Espírito descobrirá a verdade sobre os acontecimentos da vida de Cristo. E os Apóstolos também darão testemunho de Cristo já que estiveram com Ele desde o princípio. É missão do Espírito Santo revelar aos Apóstolos toda a verdade sobre Cristo, sobre seus atos,sua vida e sua morte, e fortalecê-los para que sejam capazes de dar testemunho.

INTRÓITO
(Sl 26,7-9.1)
EXÁUDI, Dómine, vocem meam, qua clamávi ad te, allelúja: tibi dixit cor meum, quæsívi vultum tuum: vultum tuum, Dómine requíram: ne avértas fáciem tuam a me, allelúja, allelúja. PS. Dóminus illuminátio mea et salus mea: quem timébo? Glória Patri. Exáudi, Dómine.
ESCUTAI-ME, Senhor, porque vos chamo, aleluia, em meu coração eu vos digo: busco vossa face, buscarei vossa face, Senhor; não me escondas vossa face, aleluia, aleluia.  SL. O Senhor é minha luz e minha salvação. De quem terei medo? Glória ao Pai. Escutai-me, Senhor.

COLETA
OMNÍPOTENS sempitérne Deus, fac nos tibi semper et devótam génere voluntátem; et majestáti tuæ sincéro corde servíre. Per Dóminum.
Ó DEUS eterno e todo poderoso, concedei-nos sempre entregar-nos a vós com toda fidelidade e servir vossa majestade com sincero coração. Por Nosso Senhor.

EPÍSTOLA
(1Pd 4, 7-11)
Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.
C
aríssimos: sede prudentes e vigiai em oração. Sobretudo, cultivai o amor mútuo, com todo o ardor, porque o amor cobre uma multidão de pecados. Sede hospitaleiros uns com os outros, sem reclamações. Como bons administradores da multiforme graça de Deus, cada um coloque à disposição dos outros o dom que recebeu. Se alguém tem o dom de falar, fale como se fossem palavras de Deus. Se alguém tem o dom do serviço, exerça-o como capacidade proporcionada por Deus, a fim de que, em todas as coisas, Deus seja glorificado, por Jesus Cristo, Nosso Senhor.

ALELUIA
(Lc 1, 46)
ALLELÚIA, allelúia. V. Regnávit Dóminus super omnes gentes: Deus sedet super sedes sanctam suam. Allelúja. V. Non vos relínquam órphanos: vado, et vénio ad vos, et gaudébit cor vestrum. Allelúja.
ALELUIA, aleluia. V. O Senhor é Rei de todas as nações. Deus se senta sobre seu trono sagrado. Aleluia. V. Não vos deixo órfãos: vou, e voltarei para vós, e alegrarei vosso coração. Aleluia.

EVANGELHO
(Sl 46,9; Jo 14,18)
Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
N
aquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos: Quando, porém, vier o Defensor que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Eu vos disse estas coisas para que vossa fé não fique abalada. Sereis expulsos das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos matar, julgará estar prestando culto a Deus. Agirão assim por não terem conhecido nem ao Pai, nem a mim. Eu vos falei assim, para que vos recordeis do que eu disse, quando chegar a hora. O Paráclito, ou Defensor “Eu não vos disse isso desde o começo, porque eu estava convosco.                                                                                                                                                             
Credo
OFERTÓRIO
(Sl 46,6)
ASCÉNDIT Dóminus in jubilatióne, et Dóminus in voce tubæ, allelúja.
O SENHOR sobe entre aclamações, o Senhor subiu ao toque das trombetas, aleluia.

SECRETA
SACRIFÍCIA nos, Dómine, immaculáta puríficent: et méntibus nostris supérnæ grátiæ dent vigórem. Per Dóminum.
ESTE sacrifício santo nos purifique, Senhor, e derrame em nossas almas a força divina de vossa graça. Pelo mesmo Nosso Senhor.

PREFÁCIO DA ASCENSÃO
V. Dominus vobiscum.
R. Et cum spíritu tuo.
V. Sursum corda.
R. Habémus ad Dóminum.
V. Gratias agamus Domino Deo nostro.
R. Dignum et justum est.
V. O Senhor seja convosco.
R. E com o vosso espírito.
V. Corações ao alto.
R. Já os temos no Senhor.
V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
R. É digno e justo.
VERDADEIRAMENTE é digno e justo, e igualmente salutar, que, sempre e em todo o lugar, Vos demos graças, ó Senhor santo, Pai onipotente, eterno Deus, por Cristo, Nosso Senhor. Este, depois de sua Ressurreição, manifestou-se visivelmente a todos os seus discípulos, e em presença deles, subiu aos céus, para nos fazer participar de sua Divindade. E por isso, com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominações e com toda a milícia do exército celestial, cantamos hinos à vossa glória, dizendo, sem fim:

ANTÍFONA DA COMUNHÃO
(Jo 17,12-13.15)
PATER, cum essem cum eis, ego servábam eos, quos dedísti mihi, allelúja: nunc autem ad te vénio: non rogo ut tollas eos de mundo, sed ut serves eos ex malo, allelúja, allelúja.
PAI, enquanto estava com eles, eu guardava os que Me deste, aleluia, mas agora que vou para Ti, não peço que os tire do mundo, mas que os guardes de todo mal, aleluia, aleluia.

PÓSCOMUNHÃO
REPLÉTI, Dómine, munéribus sacris: da, quǽsumus, ut in gratiárum semper actióne maneámus. Per Dominum.
ALIMENTADOS, Senhor, com vossos sacramentos, dai-nos viver em contínua ação de graças. Por Nosso Senhor.

Ver, baixar ou imprimir em PDF:


Voltar ao Próprio da Missa

Nenhum comentário:

Postar um comentário