quarta-feira, 3 de maio de 2017

Missa da Festa da Invenção da Santa Cruz (03/05)


PRÓPRIO DO BRASIL, II CLASSE, VERMELHO

Duas vezes no ano venera a santa Igreja a Relíquia da santa Cruz, o instrumento de nossa Redenção, santificado pelo Sangue preciosíssimo de Jesus Cristo. No dia de hoje se comemora a Invenção, ou seja, o reencontro deste venerável Madeiro pela imperatriz Santa Helena.
A Oração alude ao milagre da cura de uma doente, ocorrido nessa ocasião. Em geral os textos desta Missa lembram os benefícios e bênçãos que nos vêm da Cruz “salvadora". No Evangelho, Jesus fala da necessidade do renascimento pelo Batismo, da fé na revelação divina e da sua exaltação na Cruz, simbolizada pela serpente de bronze.  


INTRÓITO
(Gl 6,14; Sl 66, 2)
NOS autem gloriári opórtet in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: in quo est salus, vita, et resurréctio nostra: per quem salváti, et liberáti sumus, allelúia, allelúia. PS. Deus misereátur nostri, et benedícat nobis: illúminet vultum suum super nos, et misereátur nostri. Glória Patri. Nos.
A NÓS convém gloriar-nos na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, em Quem está a nossa Salvação, Vida e Ressurreição. Por Ele fomos salvos e livres. Aleluia, aleluia. SL. Deus tenha piedade de nós e nos abençoe; faça resplandecer sobre nós a Sua face e Se compadeça de nós. Glória Patri. A nós.

COLETA
DEUS, qui in præclára salutíferæ Crucis Inventióne, passiónis tuæ mirácula suscitásti: concéde; ut vitális ligni prétio, ætérnæ vitæ suffrágia consequámur: Qui vivis et regnas.
Ó DEUS, que no glorioso encontro da Cruz, instrumento de nossa salvação, renovais os mistério da Vossa Paixão, concedei-nos, pelo preço deste lenho da vida, alcancemos a graça da vida eterna. Vós, que, sendo Deus, viveis e reinais.
Nas Missas Rezadas a Comemoração dos Santos Alexandre I (Papa e Mártir), Evêncio e Teodulo (Mártires) e Juvenal (Bispo e Confessor):
PRÆSTA, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui sanctórum tuórum Alexándri, Evéntii, Theodúli, atque Iuvenális natalítia cólimus; a cunctis malis imminéntibus, eórum intercessiónibus, liberemur. Per Dóminum nostrum.
FAZEI, ó Deus onipotente, que celebrando o natalício dos bem-aventurados Alexandre, Evêncio, Tedulo e Juvenal, sejamos livres por sua intercessão, de todos os males futuros. Por Nosso Senhor.

EPÍSTOLA
(1 Pe 2,11-19)
Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.
I
rmãos: Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus. Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens. E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes, [Todos se ajoelham] para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no Céu, na terra e nos infernos. [Todos se levantam] E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor.
ALELUIA
(Sl 110; Lc 24,46)
ALLELÚIA, allelúia. V. Dícite in géntibus, quia Dóminus regnávit a ligno. Allelúia. V. Dulce lignum, dulces clavos, dúlcia ferens póndera: quæ sola fuísti digna sustinére Regem cœlórum, et Dóminum. Allelúia.
ALELUIA, aleluia. V. Anunciai aos povos que o Senhor reinou do Lenho. Aleluia. V. Doce lenho, doces cravos, que precioso fardo suportais! Só tu, ó Cruz, foste digna de sustentar o Senhor, o Rei dos Céus. Aleluia.

EVANGELHO
(Jo 3, 1-15)
Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
N
aquele tempo, havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és um Mestre vindo de Deus. Ninguém pode fazer esses milagres que fazes, se Deus não estiver com ele. Jesus replicou-lhe: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer de novo não poderá ver o Reino de Deus. Nicodemos perguntou-lhe: Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne, e o que nasceu do Espírito é espírito. Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento sopra onde quer; ouves-lhe o ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito. Replicou Nicodemos: Como se pode fazer isso? Disse Jesus: És doutor em Israel e ignoras estas coisas!... Em verdade, em verdade te digo: dizemos o que sabemos e damos testemunho do que vimos, mas não recebeis o nosso testemunho. Se vos tenho falado das coisas terrenas e não me credes, como crereis se vos falar das celestiais? Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do Homem que está no céu. Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem, para que todo homem que nele crer tenha a vida eterna.                                                                                                                                                              
Credo.
OFERTÓRIO
(Sl 117, 16-17)
DÉXTERA Dómini fecit virtútem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam et narrábo ópera Dómini, allelúia.
A DIREITA do Senhor mostra o seu poder; a direita do Senhor Me exalta; não morrerei, mas viverei e contarei as obras do Senhor. Aleluia.

SECRETA
SACRIFÍCIUM, Dómine, quod tibi immolámus, placátus inténde: ut ab omni nos éruat bellórum nequítia, et per vexíllum sanctæ Crucis Fílii tui, ad conteréndas potestátis advérsæ insídias, nos in tuæ protectiónis securitáte constítuat. Per eúndem Dóminum nostrum.
Comemração:
SUPER has hóstias, quǽ-sumus, Dómine, benedíctio copiósa descéndat: quæ et sanctificatiónem nobis clemén-ter operétur, et de Sanctórum nos solemnitáte lætíficet. Per Dóminum nostrum.
Olhai benignamente, Senhor, para a vítima que Vos imolamos a fim de que ela nos preserve de todos os males e das guerras e nos coloque seguro debaixo de sua proteção, para que, pelo estandarte da Santa Cruz de vosso Filho, vençamos todas as insídias de nossos inimigos. Pelo mesmo Senhor Nosso.

DIGNAI-VOS, Senhor, derramar sobre este sacrifício as bênçãos de Vossa misericórdia, a fim de que nos santifique e alegre na festa dos Vossos Santos. Por Nosso Senhor.

PREFÁCIO DA SANTA CRUZ
V. Dominus vobiscum.
R. Et cum spíritu tuo.
V. Sursum corda.
R. Habémus ad Dóminum.
V. Gratias agamus Domino Deo nostro.
R. Dignum et justum est.
V. O Senhor seja convosco.
R. E com o vosso espírito.
V. Corações ao alto.
R. Já os temos no Senhor.
V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
R. É digno e justo.

VERDADEIRAMENTE é digno e justo, razoável e salutar, que sempre e em todo lugar, Vos demos graças, ó Senhor Santo, Pai onipotente, eterno Deus, que estabeleceste no madeiro da Cruz a salvação do gênero humano, para que renascesse a vida de onde se originara a morte, e o que no lenho vencera, no Lenho fosse vencido por Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele louvam os Anjos a Vossa majestade, as Dominações o adoram, tremem as Potestades. Os Céus, as Virtudes e os bem-aventurados Serafins a celebram com recíproca alegria. Às suas vozes, nós Vos rogamos, mandeis que se unam as nossas, quando, em humilde confissão, Vos dizemos:

ANTÍFONA DA COMUNHÃO
PER SIGNUM Crucis de inimícis nostris libera nos, Deus noster, allelúia.
PELO SINAL da cruz, livrai-nos, Deus nosso, de nossos inimigos, aleluia.

PÓSCOMUNHÃO
REPLÉTI alimónia cœlésti, et spiritáli póculo recreáti, quǽsumus, omnípotens Deus: ut ab hoste malígno deféndas, quos per lignum sanctæ Crucis Fílii tui, arma justítiæ pro salúte mundi, triumpháre jussísti. Per eúndem Dóminum.


Comemoração:
REFÉCTI participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine Deus noster: ut, cuius exséquimur cultum, intercedéntibus sanctis tuis Alexándro, Evéntio, Theodúlo et Iuvenále, sentiámus efféctum. Per Dóminum nostrum.
SACIADOS com alimento celestial, e confortados com a bebida espiritual, humildemente Vos pedimos, ó Deus onipotente, defender da malicia do inimigo aqueles que quisestes que triunfassem pelo sagrado madeiro da Santa Cruz de Vosso Filho, arma da justiça para a salvação do mundo. Pelo mesmo Senhor.
REANIMADOS, Senhor, com este sagrado banquete, humildemente Vos suplicamos, por intercessão dos bem-aventurados Alexandre, Evêncio, Teodulo e Juvenal, a graça de sentir em nós os efeitos do Sacrifício que celebramos. Por Nosso Senhor.


Para visualizar ou baixar em PDF:

Nenhum comentário:

Postar um comentário